Arquitetura: Portas como objetos de decoração

Arquitetura: Portas como objetos de decoração

As portas são elementos fundamentais de um projeto arquitetônico. Elas fornecem privacidade e segurança, ventilam e iluminam o ambiente, e permitem a passagem entre cômodos. Mas suas funções podem ir muito além disso! A escolha de uma porta bonita, com personalidade e diferenciada pode fazer uma grande diferença na composição estética da arquitetura do ambiente. Ou seja, elas também fazem parte da decoração. Veja mais!

Indispensáveis em todas as edificações, as portas também ajudam a compor a decoração dos espaços e podem valorizar o imóvel. Atualmente, podemos contar com uma grande variedade de modelos e materiais, atribuindo muitos detalhes e personalidade às portas e à arquitetura do imóvel. Especialmente, quando falamos da porta de entrada. Elas são o cartão de visitas da casa ou apartamento. Portanto, merecem atenção especial e bom planejamento!

A importância das portas vai além das exigências de passagem, luminosidade, aeração, privacidade e segurança. Ela pode – e deve – contribuir com o bem-estar e ser uma incrível aliada à decoração dos ambientes. Ou seja, mais do que um elemento de necessidade, a porta ganha cada vez mais importância na arquitetura de um espaço.

Composição Clássica

Toda porta é composta por alguns elementos básicos:

  • Batente: perfil fixado na abertura da alvenaria. É o local onde fixa, bate e para a folha. Tem a largura da parede ou medida padrão de 15cm ou 25 cm.
  • Folha: peça que gira, corre ou articula. É fixada no batente por dobradiças ou pivô.
  • Guarnição: sarrafo com acabamento que serve para esconder o encontro do batente com a parede.
  • Ferragens: dobradiças ou pivôs que fazem a porta girar (ou ainda trilhos para portas de correr), maçanetas e puxadores para a manipulação e fechadura para trancar.

A postas possibilitam ventilação e controle da iluminação do ambiente, conforto térmico e acústico, resistência antiarrombamento, proteção antichamas, privacidade… Ainda hoje, a porta desempenha funções que nenhuma outra inovação substitui. Com a variedade de modelos e materiais empregados em sua fabricação, ampliou também o desempenho da porta para outros elementos importantes no projeto arquitetônico, como a decoração.

Estética

Rohden PortasA porta hoje faz parte do universo estético da arquitetura e subestimar sua importância pode prejudicar o resultado do projeto inteiro. Sendo assim, a porta, além de atender a questões técnico-funcionais necessárias, deve ser parte integrante do conceito de design de interiores.

Investir na escolha adequada das portas reflete nos ambientes, tornando-os modernos, coloniais, aconchegantes, limpos, divertidos, etc.  A porta agrega valor à decoração dos espaços, valoriza a estética do imóvel e ajuda na representação da personalidade dos donos e em qual sentimento o ambiente quer transmitir para quem vive nele ou visita.

Se o desejo é integra-la de forma harmoniosa aos demais ambientes da casa ou a preferência é ousar e dar um toque diferente, não importa. Hoje dispomos de grande variedade de materiais e acessórios para compor uma porta, e eles fazem toda a diferença!

Escolha da Porta

 Para realizar a composição, a primeira coisa a se pensar é qual Tipo de Porta encaixará melhor naquele ambiente. Existem vários: as de abrir de uma ou duas folhas, com ou sem elementos fixos laterais, as de correr e as pivotantes. O tipo de porta escolhida, para além do modelo, detalhes e cor, já é o primeiro passo para dar personalidade e funcionalidade ao ambiente.

A seguir, é importante se atentar ao Material e Revestimento: madeira, MDF, vidro, alumínio, aço ou ainda, a mistura deles. Além do material principal, é possível aplicar diversos tipo de revestimento ao material principal. O MDF, por exemplo, é um material no qual pode-se aplicar vários tipos de revestimento: vidro, couro, pintura, detalhes em aço, etc.

A escolha dos Acessórios também são essenciais e fazem toda a diferença! São eles as fechaduras, ferragens e puxadores. Podem parecer meros detalhes, mas o tipo de material e o emprego dos mesmos podem valorizar muito o projeto do imóvel.

Sempre é necessário pensar também nas funcionalidades que não são apenas estéticas, como o conforto e a segurança. Ou seja: não basta ser linda! Tão importante quanto o design, os requisitos técnicos e funcionais devem ser considerados no projeto.

Tipos de Portas

Para conhecer um pouco mais sobre as possibilidades deste universo, veja mais detalhes sobre cada tipo de porta:

  • Sanfonadas: ideais para quem precisa racionar espaço da casa ou do escritório.
  • De correr: assim como a sanfonada, racionaliza o espaço, porém com um design mais bonito. Essas portas podem ou não conter vidros, depende do projeto.
  • Tradicionais: com diferentes tipos e modelos, fazem parte do acabamento da casa. Podem dividir cômodos ou simplesmente decorar um ambiente. São as que mais apresentam opções de designs, dos mais clássicos aos mais despojados. Com muitas opções de detalhes e tipos de materiais.
  • Pivotantes:funcionam de maneira simples – têm um eixo central que permite que a porta seja girada – e são muito usadas como porta de entrada em casas e apartamentos, devido a sua elegância. Deve-se utilizar dobradiças, puxadores e fechaduras próprias. Atualmente está muito em alta, sendo encontrada na maioria dos projetos arquitetônicos importantes.

 Manutenção

Para que a porta faça parte da composição decorativa do ambiente, não basta uma boa escolha de modelo, material, cores e acessórios. É preciso também que se cuide e que se mantenha a porta em boas condições físicas. Quer saber mais sobre a manutenção das portas de um imóvel? Leia nosso artigo sobre Manutenção de Portas de Madeira clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *