Saiba como calcular BDI e por que ele impacta na lucratividade das construtoras!

Saiba como calcular BDI e por que ele impacta na lucratividade das construtoras!

É fato que o orçamento de uma obra feito incorretamente pode levar, nos piores casos, a empresa à falência. Por este motivo, é muito importante ficar atento aos custos da obra. E é nesse ponto que se faz necessário saber calcular BDI.

Os lucros de um projeto de construção civil dependem da construtora saber desenvolver um orçamento correto e eficiente. Logo, acertar o momento de calcular custos – diretos e indiretos – tal como insumos, é a única maneira de garantir que se terá ganhos.

E dentre os muitos elementos que integram um orçamento está o BDI. Um índice fundamental para assegurar que o preço de venda do projeto esteja certo na hora de passar para o cliente.

Quer saber como calcular BDI, o que é este índice e a sua importância? Continue a leitura para entender sobre ele e descobrir como tornar o orçamento de obras da sua construtora mais eficiente!

Para calcular BDI, antes é preciso saber o que ele é!

O índice BDI – do Inglês Budget Difference Income ou Benefícios e Despesas Indiretas em Português – quando inserido no cálculo do preço de vendas dos projetos da construtora, garante um resultado mais objetivo e correto.

Isso porque, com o BDI é possível considerar custos indiretos de uma obra e não calcular apenas custos com mão de obra, insumos e margem de lucro, por exemplo.

E não considerar fatores indiretos – que fazem com que a empresa responsável pela obra se mantenha independentemente dos projetos – é um dos maiores erros que se pode cometer na hora de fazer um orçamento. 

Fique atento! Ao deixar de considerar os custos indiretos, a empresa passa a contar apenas com a margem de lucro para manter os negócios. No entanto, se os lucros são sempre usados com a manutenção da organização, dificilmente haverá crescimento de mercado. 

Neste cenário, ou a empresa fica estagnada – precisando tirar de um lado para cobrir o outro – ou acaba na situação indesejada, falência.

Mas não queremos que isto aconteça, então o jeito é saber calcular o BDI. Para tanto, antes é interessante ter bem claro o que são os custos indiretos.

Custos indiretos

Estes custos que vão no cálculo do BDI, ao contrário dos custos diretos, não estão relacionados ao produto final oferecido, mas sim aos processos internos do negócio.

Geralmente estão ligados aos custos administrativos da empresa e incluem:

  • Contas de água, energia e esgoto
  • Salário dos funcionários fixos
  • Custos de documentação (registros de contratos, licitações, etc.)
  • Materiais de escritório
  • Equipamentos e sua manutenção 
  • Seguros
  • Garantias
  • Tributos sobre a Receita; dentre outros.

Estes são custos sempre considerados pelo setor financeiro na hora de avaliar o fluxo de caixa, mas é muito importante também serem levados em conta para fazer o orçamento para os clientes. Logo, é exatamente para isso que existe o cálculo do BDI.

Como calcular o BDI?

Como vimos, calcular BDI é tão essencial quanto outros pontos do desenvolvimento do projeto. Assim como a construtora faz a seleção de fornecedores, levando vários fatores em consideração, é preciso também seguir a mesma linha ao desenvolver o orçamento do projeto. Mas como?

Pois bem, existem diversas formas de calcular o BDI na construção civil, no entanto, a fórmula que indicamos abaixo é sugerida pelo Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos – IBEC

BDI = { [ ( 1+ AC + CF + S + MI ) / ( 1 – TM – TE – TF – MBC – G ) ] – 1} x 100

Sendo que:

AC = Administração central

Inclui todos os custos relacionados ao funcionamento da construtora, como salários, contas, equipamentos, materiais de escritório, etc. Mas como o BDI é calculado para todos os projetos, não é o valor total que será inserido em cada orçamento de obra.

Então, este ponto é o rateio do custo da sede entre as obras da construtora. Varia de 7% a 15% (empresas com grande faturamento anual) e de 10% a 20% (empresas com pequeno faturamento anual).

CF = Custo Financeiro

Quanto a construtora paga para realizar a obra. Inclui os custos das medições, licitações, contratos e outros documentos envolvidos no projeto.

S = Seguros

São os custos referentes aos seguros previstos no contrato ou não, como por exemplo: 

  • Garantia de execução contra terceiros 
  • Seguros contra acidentes 
  • Performance bond

MI = Margem de Incerteza

Para calcular o BDI, deve ser considerada apenas por empresas contratantes. A MI garante que distorções nos valores não prejudiquem o orçamento. 

Tenha em mente que ao fazer um orçamento da obra, alguns dos custos diretos são estimados e aproximados. Então é a margem de incerteza que garante que variações nesses custos não impactem negativamente a lucratividade. Geralmente varia de 5% a 10% do valor total.

TM = Tributos Municipais

Considera-se taxas e tributos exigidos pelo município para a realização de uma obra, como o ISS.

TE = Tributos Estaduais

Por sua vez, leva em conta os tributos exigidos pelo estado, como é o caso do ICMS.

TF = Tributos Federais

Estes são os tributos exigidos no Brasil. Então se a construtora atende em nível internacional, é fundamental saber os tributos do país em questão. Para o Brasil, alguns exemplos são: INSS, PIS, COFINS, IRPJ e CSLL.

MBC = Margem Bruta de Contribuição (ou Lucro Bruto Previsto)

É o valor que se espera ter após realizar todos os pagamentos do projeto. Cabe a construtora escolher este valor, não existe uma regra, mas é sempre bom observar os valores do mercado para decidir.

G = Garantias

Trata-se do custo para cumprir o contrato, oferecendo as garantias previstas, como é o caso do caução, papéis selecionados e seguro garantia.

Como utilizar o BDI no orçamento?

Calcular BDI é ideal para concluir o preço final do projeto, levando em conta a realidade econômica do momento, alinhando aos diferenciais da obra e assim tendo um orçamento muito mais eficiente.

Então, uma vez que a construtora tem o BDI, para saber o preço de venda ideal, basta seguir a seguinte fórmula:

Preço de venda = custo direto x (1 + BDI/100)

Por que o cálculo do BDI é importante?

Para explicar a importância de calcular BDI é válido considerar uma passagem do Blog da Sienge, onde fala que todo projeto de Engenharia apresenta custo direto e custo indireto de produção. 

Acrescentando ao custo direto o percentual relativo ao custo indireto que incide sobre o projeto, somado ao lucro, impostos e despesas indiretas, extrai-se o preço de venda do serviço.

Então, tenha em mente que esse preço de venda nunca se repete! Variando em função de fatores que nunca se repetem identicamente, como:

  • Planejamento do empreendimento
  • Localização
  • Características administrativas diferenciadas das empresas ou órgãos contratantes e contratados 
  • Tamanho do serviço
  • Época de execução do projeto.

Logo, os conceitos e cálculos do BDI, são dinâmicos. Cada orçamentista encontra um preço de serviço diferente dos demais, daí a importância de definir uma estratégia para calcular o BDI e chegar a um preço de venda sustentável. 

Ou seja, um preço que esteja dentro de uma faixa que cubra os custos, dê lucro para a empresa e que ainda seja socialmente justo para a população.

O impacto do BDI na lucratividade da construtora

Sem calcular BDI, é impossível ter um controle financeiro. Ao analisar os elementos que o integram, fica fácil entender que ele considera cada um dos custos e imprevistos associados ao funcionamento e execução de projetos por parte da construtora. 

Sem calcular esse índice, não é possível ter uma gestão de processos – em um panorama dentro e fora da obra. E uma vez que a construtora não consegue gerenciar seus processos internos e independentes, não consegue alcançar crescimento.

Então, claramente o BDI é uma ferramenta essencial para ter controle financeiro e lucratividade, conseguindo que não apenas o orçamento do projeto seja mais eficiente, mas toda a gestão de obras.

E então?

Neste conteúdo mostramos em detalhes a abrangência do BDI, o que é, como é calculado, cada um dos fatores que ele considera, sua importância para a lucratividade da empresa, dentre outros fatores significantes atrelados a ele no segmento da construção civil.

Esperamos que tenha ficado claro como calcular o BDI, mas se tiver alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco.

Agora, se você quer saber como garantir a execução da obra de maneira eficiente e com qualidade, acesse nosso conteúdo com 9 dicas para melhor a gestão da cadeia de suprimentos da sua construtora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *