Conheça as boas práticas para uma gestão de obras eficiente

gerenciamento de obras

A gestão de obras é responsável por garantir a qualidade do empreendimento e o devido alinhamento com o planejamento. O papel do gestor é monitorar todas as equipes e etapas para assegurar a entrega desejada. O intuito é evitar aumentos de custos e desperdícios.

Sendo assim, esse conteúdo abordará o conceito e a importância dessa prática. Também será apresentado as principais dicas para garantir um controle de obra mais eficiente. Boa leitura!

O que é gestão de obras?

A gestão de obras é essencial para garantir o controle do empreendimento em todas as etapas. Aqui, a ação é preditiva visando antecipar possíveis problemas e soluções para os mesmos. Essa é a maneira de garantir que a qualidade da obra será alcançada.

Conforme um estudo sobre o tema, o gerenciamento de obras está ligado diretamente a três fases principais, sendo elas:

  • Planejamento: é a etapa referente à definição de todos os procedimentos e processos, a sequência deles e o momento de início e fim de cada um;
  • Programação: aqui é considerado os fatores relacionados aos recursos que estão disponíveis, determinando quando será realizado e a quanto;
  • Acompanhamento: essa atividade está interligada à execução e ao processo construtivo;
  • Controle: esse é o momento de controlar a obra. Ou seja, de avaliar as atividades de acordo com um padrão estabelecido de qualidade. O intuito é corrigir e evitar desvios e problemas durante a execução.

Além das tarefas citadas, o gestor de obras também precisa estar alinhado ao orçamento, a previsão de um cronograma financeiro, aos custos e possíveis oportunidades. Bem como, necessita realizar o gerenciamento de pessoas e a supervisão das equipes.

Por fim, o profissional será responsável também por realizar contratações, garantir a segurança do trabalho, manter bons relacionamentos com stakeholders e definir metas. Isto é necessário para direcionar a obra conforme o que foi planejado, seguindo o cronograma predefinido.

O objetivo é garantir o sucesso da obra evitando desperdícios, seja ele de mão de obra, tempo ou financeiro. E, para isso, será necessário primeiro assegurar os melhores resultados em cada procedimento.

A importância de uma boa gestão

gerenciamento de obras

Diante do cenário cada vez mais competitivo da construção civil é indispensável uma gestão de obras eficiente. Só em 2019, o setor movimentou mais de 280 bilhões de reais, sendo 273,8 bilhões em obras e serviços da construção e 14,2 bilhões em incorporações, segundo dados do IBGE, citados pela Agência Brasil.

O PIB do setor em 2021 chegou a alta de 9,7%, a maior em 11 anos, de acordo com o CBIC. Esses dados demonstram um cenário favorável aos novos empreendimentos. Portanto, é fundamental saber aproveitar esses momentos para garantir o sucesso do projeto. Esse é o papel de uma boa gestão de obras.

Para garantir o sucesso dos resultados, o gestor deve estabelecer boa comunicação e assegurar a redução de desperdícios. Uma pesquisa relacionada ao setor da construção civil aponta que 45% dos profissionais entrevistados gastam mais tempo do que o esperado em atividades não ideais.

Além disso, o relatório afirma que o tempo também é perdido durante a interação com as partes interessadas do projeto. “Isso sugere que, embora importante, a comunicação é ineficiente e deve ser um alvo de melhoria”.

Em conclusão, um bom controle de obra está atento a esses detalhes para assegurar um maior aproveitamento do contexto do setor. Garantir o sucesso dos resultados significa construir diferenciais competitivos que colaboram com maiores destaques no mercado.

As principais boas práticas para se ter um bom gerenciamento de obras

Portanto, diante do cenário apresentado, se faz necessário apresentar uma lista com boas práticas que garantem a eficiência e qualidade da construção.

Monte um planejamento completo

Como já foi referenciado, o planejamento faz parte de um bom controle de obra. E em todo momento, esse será o guia para que o gestor afirme que tudo será realizado como o programado.

Aqui devem ser feitos orçamentos eficientes, considerando preço de insumos, mão de obra, encargos e tributação. Bem como a criação de um cronograma da obra e de um físico-financeiro. Com esses dois documentos ficará mais fácil acompanhar o avanço dos processos e do valor necessário para cada etapa. Essas são ferramentas que ajudam as construtoras a realizarem melhores negociações.

Tenha bons fornecedores

gerenciamento de obras

Contar com bons fornecedores é essencial para o sucesso da obra em todas as etapas. Eles são pilares importantes que comprometem a eficiência e a produtividade dos processos.

O atraso na entrega, a falta de compromisso e a baixa qualidade do produto são causadores de retrabalhos, paralisações na construção e problemas financeiros. Então, recomenda-se a procura por fornecedores comprometidos com o sucesso da parceria e reconhecidos no mercado como responsáveis nesses pontos.

Saiba escolher os materiais utilizados

Seguindo a premissa anterior, a escolha certa de materiais e equipamentos evita desperdícios e, consequentemente, maiores perdas financeiras. Um bom gestor adquire os insumos de qualidade e realiza o acompanhamento durante o uso para adequar as necessidades dos profissionais.

Essa é uma prática que colabora com a previsão da quantidade ideal de matéria-prima. Ou seja, com o monitoramento e avaliação dos dados históricos, é possível identificar padrões e planejamentos mais estratégicos para evitar o desperdício e promover maior produtividade.

Recorra a recursos sustentáveis

A sustentabilidade está ligada aos atos de preservação da natureza e ao meio ambiente. Na construção civil, essa é uma prática que busca um maior cuidado ambiental e com aqueles recursos que não são renováveis. O objetivo aqui é realizar a troca por produtos mais conscientes sem deixar de atender às necessidades da sociedade, gerando um empreendimento sustentável.

A sustentabilidade social também pode ser uma maneira de reduzir os custos do projeto, fortalecendo ainda mais a imagem do negócio.

No fim, a sustentabilidade é uma prática que colabora com o desenvolvimento sustentável e com a diminuição de desperdícios no canteiro de obra. Atividades conscientes geram efeitos positivos no consumo, no reaproveitamento de materiais, e no descarte de resíduos.

Tenha uma gestão de pessoas mais assertiva

A gestão de pessoas faz parte das atividades de um gestor de obra. Nesse momento, o importante é selecionar as pessoas qualificadas para as atividades, com experiências e conhecimentos tecnológicos.

É recomendado que também seja estabelecido bons relacionamentos com base na confiança em cada equipe. Por isso a comunicação se torna fundamental entre as áreas. O contato transparente fornece maior proximidade e integração entre os setores, facilitando a avaliação de cada procedimento. Isso porque, em um canteiro de obras, cada atividade depende de uma anterior, gerando impacto na posterior. Essa cadeia precisa ser bem administrada pelo gestor.

Se atente as segurança e normas

A segurança no trabalho é fundamental para manter a saúde e a integridade dos profissionais envolvidos, tendo em vista que o canteiro de obras é propício para a apresentação de riscos. Por isso, é fundamental evitar danos e implementar um trabalho preventivo.

De acordo com a CBIC, algumas falhas administrativas e financeiras dificultam uma gestão mais focada na segurança. No entanto, o documento ressalta cuidados essenciais para evitar riscos durante as atividades. São elas:

  • Ter apenas trabalhadores devidamente treinados e/ou capacitados para realizarem as suas respectivas atividades;
  • Evitar as improvisações, como na utilização de ferramentas manuais, nos arranjos físicos, na movimentação de cargas e nas instalações físicas temporárias;
  • Impor a adequação para todas as instalações elétricas;
  • Permitir a utilização de máquinas e equipamentos somente daquelas que estão com manutenção adequada;
  • Avaliar com frequência as proteções coletivas, de modo a evitar qualquer alteração que reduza sua eficácia;
  • Monitorar e controlar o uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • Estabelecer a análise prévia dos riscos em todas as tarefas;
  • Reivindicar a supervisão técnica habilitada em trabalhos que exijam projetos específicos de maior risco.

Aposte em automatização das informações

Aqui é recomendado um monitoramento constante de todas as atividades e a criação de um relatório detalhado para facilitar a avaliação e o acompanhamento dos resultados.

A tecnologia pode ajudar a centralizar as informações em um único lugar, automatizando as análises e prevendo possíveis riscos. O acompanhamento de cada fase será mais aprofundado, integrando as informações.

Softwares de gestão de obras e tecnologias da construção civil são ferramentas que facilitam a automação dos processos, colaboram com o alinhamento ao planejamento e permitem uma maior assertividade quanto a qualidade dos resultados.

Próxima dica

A gestão de obras está presente em todas as fases de um empreendimento. Com um controle de qualidade, alinhado ao planejamento, se obtém maior produtividade e sucesso no resultado final.

E se você deseja entender mais como reduzir os custos e garantir entregas dentro do prazo, baixe gratuitamente o nosso infográfico.

gerenciamento de obras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.