Construção civil: madeira é um dos únicos recursos renováveis!

Construção civil: madeira é um dos únicos recursos renováveis!

Você sabia que a madeira é um dos únicos recursos renováveis da construção civil? E ela está presente nas obras há milhares de anos, em diferentes aplicações.

Seja em fôrmas para concreto, andaimes, escoramentos, ou até mesmo nas estruturas, forros, pisos, janelas e, principalmente, em portas como as nossas!

E a sustentabilidade é uma das prioridades em nossos processos de fabricação. Por isso, queremos mostrar a você nesta leitura as vantagens de escolher produtos de madeira que atendem às diversas demandas da construção civil de maneira consciente.

Acompanhe como o uso destes recursos renováveis tem contribuído não só com os avanços do setor, como também com o nosso planeta. E aprenda a avaliar suas escolhas a partir dos impactos ambientais. Pois, desta forma, é possível construirmos juntos um futuro mais sustentável!

Recursos renováveis: é possível construir sem destruir!

Os diversos tipos de madeiras têm sido indispensáveis para a evolução humana. E estes recursos renováveis sempre serão importantes para as aplicações da construção civil.

Mas, antes de seguirmos em frente, é importante definir as diferenças entre renovável e reciclável. Isso porque, a maioria dos materiais recicláveis são provenientes de alguma fonte finita de matéria-prima, ou seja, que podem se esgotar.

E estes materiais recicláveis sofrem perdas toda vez que são submetidos ao processo. Além disso, para realizar este processamento, é necessário usar energia e investir em outros custos.

Já os recursos renováveis são materiais que se recompõem, aproveitando elementos da natureza, e ainda fazendo o sequestro do carbono, como no caso das árvores.

E vale lembrar que as árvores reflorestadas, por terem melhor produção, possibilitam assim o maior sequestro de carbono, principalmente quando estão em fase jovem, conforme vamos explicar mais para a frente, ainda neste conteúdo.


Importância da produção sustentável da madeira

No estudo Madeira – Uso Sustentável na Construção Civil”, a organização WWF-Brasil apresenta importantes reflexões sobre a forma como estes recursos renováveis acompanham a evolução do mercado.

Segundo a WWF-Brasil, o setor de construção civil é o maior consumidor de madeira tropical do Brasil. Entretanto, a alta demanda pela madeira influencia em problemas ambientais, sendo uma das principais preocupações a extração ilegal da madeira para atender às necessidades das obras.

Pois, mesmo sendo recursos renováveis e naturais, a extração incorreta da madeira gera muitos impactos negativos ao meio ambiente, como destruição de florestas nativas à poluição do ar, devido à emissão de carbono, conforme lista o artigo Impactos Provocados no Meio Ambiente pelo Uso da Madeira na Construção Civil.

Desta forma, entre os prejuízos, estima-se que a atividade madeireira ilegal já resultou na eliminação de 20% da cobertura florestal da Amazônia em menos de 50 anos, conforme dados da WWF-Brasil.

Por isso, é cada vez mais importante que profissionais do setor da construção civil se conscientizem sobre a importância da escolha de produtos certificados e provenientes de fontes controladas, por meio da conservação florestal.

Logo, a produção de madeira sustentável tem se tornado uma prioridade neste mercado, provando que é possível construir o futuro sem destruir a natureza, pois, conforme explica a associação Núcleo da Madeira:

  • Este é o único material da construção civil que pode ser manejado ou replantado;
  • Requer menos energia para ser produzido;
  • Ao construir com madeira em vez de aço ou concreto, é possível reduzir as emissões de CO2 em mais que a metade;
  • A madeira pode ser reprocessada e reutilizada de outras formas, sendo reciclável.
Construção civil: madeira é um dos únicos recursos renováveis!
Seja em fôrmas para concreto, andaimes, escoramentos, ou até mesmo nas estruturas, madeiras são recursos renováveis importantes para a construção civil.

O que considerar ao escolher produtos de madeira para a construção?

Ao escolher soluções em madeira você já está contribuindo com o meio ambiente. Isso porque, transformar árvores em produtos emite muito menos poluentes e GEE (gases de efeito estufa) que a fabricação de outros materiais, como explica o portal Mais Floresta.

Ainda segundo o portal, os materiais de construção são atualmente responsáveis ​​por cerca de 11% das emissões globais destes gases.

Entretanto, é preciso ir além ao trazer estes recursos renováveis para sua construção. É importante verificar também se a matéria-prima utilizada na fabricação é de origem de áreas de reflorestamento onde os direitos civis e tradicionais da região não foram violados para esta extração, ou seja, não foram ilegalmente exploradas.

Analise ainda as certificações e outras documentações que comprovem que o produto é baseado em reflorestamento adequado e está de acordo com a legislação. Além disso, avalie se esta solução possui alguma prática de redução da emissão de carbono.

Pois, o ciclo de vida de uma árvore contribui com a prática do sequestro de carbono. Isso porque, ao final da vida da árvore, o carbono continua retido por longos períodos na madeira. Desta forma, se for sujeito a qualquer tipo de decomposição, pode retornar ao ambiente.

Então, com o plantio e técnicas de manejo adequadas, é possível realizar o sequestro de carbono e evitar que o carbono retorne à atmosfera.

A importância do descarte adequado da madeira

Priorize também produtos de empresas que realizem o descarte adequado da madeira, ou ainda que reutilizem os recursos renováveis em outras soluções e em reciclagem. Seus resíduos podem ser aplicações na produção de adubos ou ainda na geração de energia térmica e elétrica, entre muitas outras possibilidades.

Vale ressaltar que, conforme observado pelo artigo Impactos Provocados no Meio Ambiente pelo Uso da Madeira na Construção Civil, os resíduos de madeira representam cerca de 31% de todo o volume de resíduo de construção gerado em uma obra de um edifício residencial, por exemplo.

Então, quando consideramos somente a fase de execução estrutural, este número pode representar até 42% dos resíduos gerados.

E você sabe como realizar este descarte corretamente também? Se não é possível reaproveitar estes recursos renováveis nas suas obras, encaminhe a um centro de reciclagem ou trituração. Assim, é possível evitar acúmulo em ambientes urbanos, evitando proliferação de pragas e doenças, e a poluição também.

A sustentabilidade é nossa prioridade

Aqui na Rohden Portas, entendemos que todo cuidado é pouco quando acompanhamos a nossa natureza. Assim, trabalhamos valorizando o ciclo de vida das árvores, para que estes recursos renováveis sigam presentes nas construções civis com o menor impacto possível ao meio ambiente.

Em nosso ciclo produtivo, adotamos uma política de não manter nenhum envolvimento com madeiras ilegais, por isso investimos em nosso próprio reflorestamento.

Sendo assim, ao utilizar um produto Rohden Portas, você tem a garantia de que está escolhendo uma solução certificada e comprometida com a natureza.

Além de nossa preocupação em não emitir mais carbono, fazemos o sequestro do carbono que já está na atmosfera por meio das nossas florestas plantadas e renováveis, que capturam anualmente cerca de 150.000 toneladas de CO2 da atmosfera.

Para continuar se aprofundando em conteúdos relacionados a este assunto, confira nosso blog post sobre o que é o sequestro de carbono e como ele impacta no meio ambiente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.