Empreendimentos sustentáveis: sua construtora está atenta a essa proposta?

Empreendimentos sustentáveis: sua construtora está atenta a essa proposta?

Melhorias no meio urbano, preservação do meio ambiente, construções otimizadas e sem prejudicar o espaço à sua volta. Estas são apenas algumas características dos chamados empreendimentos sustentáveis.

Uma tendência que vem se popularizando cada vez mais. E não seria para menos, já que projetos de construção civil com pegada ecológica, só tendem a garantir vantagens a você que constrói, aos consumidores e claro, ao meio ambiente.

Mas, você sabe o que são os empreendimentos sustentáveis? Hoje iremos abordar este assunto, então continue a leitura e saiba mais sobre essa proposta que tem conquistado o mercado!

O que são os empreendimentos sustentáveis?

O que são os empreendimentos sustentáveis?

Muito se fala sobre a crescente tendência de projetos e ações sustentáveis, mas o que isso quer dizer?

De forma simples e direta, empreendimentos sustentáveis, também chamados de construções verdes, são negócios que combinam a geração de riquezas com o desenvolvimento responsável do meio social e ambiental – como destaca o site Meu Sucesso.

Para ilustrar, vale destacar a fala do engenheiro civil Gabriel Falavina, em matéria ao Bem Paraná: “Uma simples fachada pode impactar positivamente o meio ambiente, por exemplo, se usa tecnologias autolimpantes. Isso representa economia de água. Também pode gerar sustentabilidade social ao criar a integração ideal entre o interno e o externo, além de gerar uma sustentabilidade ambiental e econômica através de tecnologias de isolamento térmico. Não é muito óbvio, mas soluções assim, garantem conforto e menos consumo com climatizadores, ar condicionado ou aquecedores”.

Ou seja, empreendimentos sustentáveis envolvem negócios que desenvolvem suas atividades com base em medidas que não prejudiquem o planeta Terra. Se preocupando e executando ações paralelas ou posteriores aos seus projetos, para não interferir e/ou degradar – e ainda otimizar – fatores ambientais e sociais presentes em um determinado espaço.

Construção verde

Segundo A Arquiteta, a construção verde refere-se tanto à estrutura quanto à utilização de processos ambientalmente sustentáveis ​​e com eficiência de recursos. Tem como principais características:

  • Aproveitamento da força do sol;
  • Uso de modernas tecnologias;
  • Projetos autossuficientes;
  • Melhores práticas por meio do trabalho colaborativo;
  • Benefícios às construtoras e ao meio ambiente.

Alguns exemplos de empreendimentos sustentáveis

O Portal TEM Sustentável apresentou alguns empreendimentos sustentáveis:

Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte

  • Usina solar fotovoltaica com capacidade para gerar um volume de energia equivalente ao consumo médio de 1,2 mil casas;
  • Consome 30% menos energia que outros estádios;
  • A demanda das bacias e mictórios é suprida por água da chuva e, nas torneiras, metais sanitários reduzem em 10% o volume utilizado;
  • Durante as obras, além de medidas que economizaram água e energia, o estádio teve o gramado, as cadeiras e a madeira da estrutura antiga doados para diversas entidades.

Bairro Jardim das Perdizes, em São Paulo

  • Eficiência energética, com melhor aproveitamento do vento e da iluminação natural;
  • Vagas de garagem para veículos híbridos e elétricos;
  • Programa de compartilhamento de bicicletas;
  • Sistema de drenagem de águas pluviais;
  • Criação de uma central de reciclagem de resíduos de demolição durante as obras do bairro, que contribuiu para evitar circulação de cerca de mil caminhões pela cidade;
  • 50 mil m² de áreas verdes e mais de 40 espécies dentre 2.200 árvores.

Edifício Eurobusiness, em Curitiba

  • Elevadores inteligentes que devolvem energia gerada para a rede elétrica do edifício;
  • Fachada com vidros low-e, com alta refração do calor, sem impedir a entrada de luz;
  • O sistema de ar-condicionado utiliza calor residual do arrefecimento para aquecer água ou fornecer calor a outras divisões.

Edifício Eco Berrini, em São Paulo

  • Fachadas projetadas para melhor aproveitamento da luz do sol;
  • Sistema de ar-condicionado inteligente, com controle de vazão de ar de acordo com a necessidade, que gera uma economia de cerca de 40% de água e 30% de energia.

EcoCommercial Building (ECB), em São Paulo

  • Painéis solares para geração de energia;
  • Reciclagem de 97% dos resíduos durante a construção;
  • Ventilação natural em todos os espaços, com ar-condicionado em apenas 5% da área útil;
  • Árvores nativas do terreno foram conservadas;
  • Sistema interno de gestão de água e energia;
  • Isolamento térmico dos tetos e placas translúcidas nas fachadas bloqueiam o calor e permitem entrada de luz natural;
  • Brises, persianas e películas protegem as pessoas da radiação solar.

Sequestro de carbono, uma alternativa valiosa e sustentável

Sequestro de carbono, uma alternativa valiosa e sustentável

O sequestro de carbono não se trata de um empreendimento sustentável em si, mas sim um processo que pode contribuir para que a execução de muitos empreendimentos não prejudique o meio ambiente – ou ao menos amenizem o impacto na natureza.

Este é um processo bastante comum em projetos que tem como matéria-prima a madeira, como a fabricação para comercialização de portas. Por mais que “sequestro de carbono” possa soar como algo negativo, está bem longe disso.

Na verdade, trata-se de um processo que retira o gás carbônico da atmosfera. Se tirarmos cada vez mais os recursos naturais para as mais diversas finalidades, sejam quais forem, e não repormos, não precisamos ir muito longe para entender que uma hora tais recursos irão se esgotar.

Onde o sequestro de carbono entra nisso? O plantio de árvores é um dos principais canais onde acontece este fenômeno. Um exemplo é a prática de reflorestamento por parte de empresas que utilizam madeira para efetuar as atividades de seus empreendimentos.

Na Rohden, por exemplo, estima-se que em um ciclo completo de 21 anos, um hectare, sequestre 727 toneladas de CO2, correspondendo a uma média de 34,6 toneladas por ano.

Você sabia que os consumidores estão cada vez mais exigentes quanto a soluções sustentáveis?

Pois é, esta é uma verdade cada vez mais comum. Felizmente, os consumidores estão cada vez mais conscientes com a procedência dos produtos/serviços que adquirem.

Uma pesquisa intitulada Rethinking consumption: Consumers and the Future of Sustainability, realizada com cerca de 6.200 pessoas em seis países, incluindo o Brasil, revelou que:

  • 65% dos consumidores disseram que se sentem responsáveis por comprar produtos que sejam bons para o meio ambiente.

A Nielsen, por sua vez, realizou uma análise de vendas no varejo e constatou que marcas que demonstraram comprometimento com a sustentabilidade cresceram mais de 4%, enquanto aquelas que não exibiram tais atributos avançaram menos de 1%.

O estudo apontou ainda que 65% do total das vendas em nível mundial foi gerado por marcas que transmitiam compromisso de valor social e/ou ambiental.

Dicas de ações para sua construtora oferecer soluções mais sustentáveis

Pontuamos 5 ações que podem ajudar sua construtora a fazer parte e ser competitiva no mercado de empreendimentos sustentáveis, veja a seguir.

  1. Durante a obra e até mesmo depois, como parte do projeto, considere sempre que possível e viável o uso de energia renovável.
  2. Opte pela utilização de materiais de construção com baixo impacto ambiental.
  3. Gerir os resíduos em todas as etapas da construção, uma vez que os entulhos no canteiro de obras são uns dos maiores responsáveis por impactos causados pela construção civil no meio ambiente.
  4. Desenvolver ações em seus processos de construção que otimizem a reutilização e reciclagem de recursos e materiais.
  5. Planeje empreendimentos com espaços que possam ser beneficiados com iluminação natural.

E então, sua construtora está preparada para oferecer o que os consumidores buscam?

Neste conteúdo apresentamos desde o conceito de empreendimentos sustentáveis, até dicas para colocá-lo em prática. Procuramos gerar bons insights e transmitir informações relevantes para ajudar sua construtora a fazer parte deste cenário na área da construção civil.

Agora, se você quer conferir mais tendências do mercado de construção civil em 2021, acesse nosso conteúdo. Ou, se tem interesse em entender com mais profundidade como funciona o sequestro de carbono, confira nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.