7 dicas para você estruturar um bom mix de produtos para sua loja!

7 dicas para você estruturar um bom mix de produtos para sua loja!

Considerando a gama de possibilidades de atuação que uma loja pode ter, estruturar um bom mix de produtos é um dos maiores desafios para quem trabalha no comércio varejista.

Nesse sentido, ofertar novas opções ao cliente e aprender na prática se dá ou não certo, não apenas é muito arriscado, como se trata de uma decisão completamente equivocada e que ainda pode trazer muitos prejuízos à sua loja.

Por isso, é preciso ficar atento a alguns detalhes e passos importantes antes de decidir quais produtos farão parte do mix da sua loja. Continue a leitura e confira 7 dicas para realizar esta etapa de forma eficaz!

Por que o mix de produtos é importante para a sua loja?

Ofertar produtos diversificados é uma oportunidade de potencializar o lucro do seu negócio. 

Até porque, é fato que mesmo ao se identificar com sua marca, alguns consumidores não consomem certos itens e o mix de produtos pode ser a solução para preencher essa lacuna.

Segundo o blog Agendor, um mix de produtos bem estruturado contribui ainda para:

  • Oportunidade de expansão de mercado: vendendo produtos variados, há maior oportunidade de alcançar diferentes setores e segmentos, expandindo o alcance de sua marca
  • Maior chance de conseguir clientes: com maior variedade de produtos ou serviços, as chances de conseguir mais clientes aumentam, pois mais necessidades e problemas podem ser resolvidos com as ofertas da sua loja
  • Maior competitividade: atualmente, há uma forte tendência de atingir cada vez mais segmentos através da variedade de produtos. Assim, adotar essa opção é uma forma de se adaptar ao mercado e, consequentemente, ganhar maior competitividade diante de concorrentes. 

Mas então, como estruturar um bom mix de produtos para sua loja? Confira as dicas a seguir!

1. Conheça bem o seu negócio

É fundamental conhecer a fundo a situação e características do seu negócio. Isso porque, não irá adiantar optar por expandir os produtos oferecidos, se não existe capacidade de venda ou qualquer familiaridade com a atividade.

Sendo assim, para ser mais assertivo na estruturação do mix de produtos, busque responder questões como:

  • Quais tipos de produtos ou serviços são oferecidos na loja?
  • Qual o ramo atual de atividade da loja?
  • Qual a região de atuação atual?
  • Qual o tamanho da loja?
  • Será financeiramente viável investir no desenvolvimento de determinado produto?

2. Avalie o histórico de vendas

Uma empresa que se preocupa com o rumo do seu negócio, tem controle do histórico de venda. É fundamental fazer uma análise detalhada desses dados e identificar padrões, para então, montar um mix de produtos eficaz. Considere:

  • Existe algum produto em baixa? 
  • Existem épocas desfavoráveis para certos itens? 
  • Algum produto impulsiona a venda de outro?

Respondendo essas perguntas, fica mais fácil entender se vale a pena excluir ou adicionar algum produto. Tenha o hábito de fazer este processo periodicamente na sua loja, assim você terá maior base para tomadas de decisão eficientes. 

3. Fique atento ao giro de estoque

Fique atento ao giro de estoque

Seguindo a mesma ideia do tópico anterior, é preciso saber quais itens têm mais saída e quais tem baixo giro, com o objetivo de identificar as razões para possíveis aumentos ou diminuições de vendas. 

É interessante avaliar os resultados periodicamente, a fim de ajustar as estratégias de vendas e escolha de produtos, de acordo com o comportamento do mercado.

Os itens que contam com um bom giro de estoque são aqueles de maior saída. Ou seja, apresentam-se como o carro-chefe da loja, digamos assim. Já os produtos com um giro menor, são os que têm menos demanda.

Com isso, fica evidente que calcular o giro de estoque é uma das formas mais eficientes de direcionar as compras da loja. E ainda, possibilita que você entenda melhor os gostos e preferências do seu público, o que o ajuda a desenvolver ações internas mais eficientes.

4. Observe seus concorrentes

Para estruturar um bom mix de produtos, é essencial conhecer o mercado que está inserido, bem como os concorrentes do seu negócio. Sendo assim, é muito importante prestar atenção no que as outras lojas no seu segmento estão fazendo para alcançar sucesso.

Entenda que não se trata de copiar ou espionar, mas sim, desenvolver um olhar crítico sobre o mercado a sua volta.  

Fazendo essa análise, você vai conseguir identificar lacunas de mercado que podem ser preenchidas pelo seu negócio. Mais importante do que se atentar aos resultados alcançados pelos concorrentes, é notar os motivos que os causam.

Ao notar que um produto se destaca em seu nicho, busque entender qual o diferencial dele, para destacá-lo a seu favor.

  • É o preço baixo? 
  • A embalagem chamativa?
  • Seu posicionamento de gôndola é determinante? 

Com isso, você consegue olhar as suas próprias atividades e desenvolver estratégias para alavancá-las.

5. Entenda sua persona

Entender quais são as dores e motivações da sua persona é fundamental para montar um mix de produtos com maior assertividade. Lembre-se que geralmente são esses fatores que definem o sucesso ou fracasso do seu negócio.

Claro que existem perguntas para entender isso também! Então, antes de decidir pela escolha de um novo item para o mix da sua loja, pergunte-se:

  • O público necessita dessa novidade?
  • O consumidor está disposto a pagar o preço que você definiu?
  • Existem alternativas no mercado melhores que a sua?
  • O produto tem potencial para se sustentar pelo período almejado?

Para responder essas questões, é interessante realizar uma pesquisa de mercado. Assim você vai conseguir tomar decisões seguras e mais eficazes.

6. Pense na experiência do cliente

Saiba que um mix de produtos bem elaborado é aquele que consegue atender com eficiência e qualidade os nichos de mercado que se propõe. Logo, o produto é como a estrela da marca e o cliente deve ser o centro de qualquer ação de marketing e vendas.

É fato que os consumidores estão cada vez mais engajados, informados e exigentes. Por isso, é preciso pensar em como a sua variedade de produtos fará a diferença na vida dessas pessoas:

  • Que problemas irão solucionar? 
  • De que maneira a sua equipe desenvolverá o plano de ação para gerar impactos positivos e agregar valor à marca?

Na dúvida, “menos é mais”. Afinal de contas, sua loja pode até ter um amplo mix de produtos, mas a quantidade não fará diferença se você não souber engajar e aproximar o cliente, por meio de uma experiência de compra agradável.

7. Faça avaliações periódicas

É fundamental fazer avaliações frequentes e acompanhar periodicamente os resultados da loja, por meio de KPIs.

Com o monitoramento dos indicadores de desempenho, fica mais fácil entender o andamento do seu negócio. Além de tornar possível compreender também o que deve ser mantido e o que precisa de ajustes para melhorar a lucratividade da loja.

E então?

Neste artigo apresentamos 7 valiosas dicas de como estruturar um bom mix de produtos para sua loja. Elas envolvem desde a necessidade de conhecer a fundo o seu negócio, os concorrentes, produtos ofertados, até a experiência do seu cliente.

Pode parecer complicado, mas com estratégias bem definidas e o planejamento baseado em dados atualizados, a definição do mix de produtos fica muito mais intuitiva, completa e, claro, menos arriscada. 

Se você ficou com alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco! Agora, se você quer melhorar suas vendas, confira o e-book que elaboramos sobre como realizar uma nova abordagem junto ao consumidor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *