Investimento em bom acabamento valoriza o imóvel

Ao realizar a construção de um empreendimento grande, ou, até mesmo, uma casa, o orçamento tem grande relevância na escolha de todos os materiais e produtos que serão utilizados no acabamento.

O financeiro sempre é um ponto delicado da obra, e requer muita atenção. Um pensamento frequente é que, economizando, a obra sai barata e tudo certo. Entretanto, não é assim que acontece. Você pode gastar menos nos acabamentos, porém, ao longo dos anos, ele pode custar caro.

Ninguém quer custos altos ao fazer uma construção, mas, ao mesmo tempo, quando se olha o fator tempo, já analisou se a qualidade dos materiais vai atender esse quesito?

Entenda a relevância de utilizar produtos e materiais de qualidade na sua obra e o quanto o bom acabamento, de qualidade, pode valorizar o imóvel para a venda.

Uma análise: antes e depois

Se refletirmos, evoluímos muito ao longo do tempo no quesito acabamento. Se prestar atenção, as construções mais antigas, de uns 50 anos atrás, prezavam muito pelo espaço (ambientes grandes) e, na maioria das vezes, pela simplicidade. Paredes e portas eram lisas, sem nenhum detalhe.

Hoje, através do crescimento acelerado das cidades e o espaço se tornando artigo de luxo, ambientes pequenos e bem planejados são o caminho. Pode-se dizer que o design, detalhes e contribuições estéticas a obra, vem como uma “recompensa” a falta de espaço.

Móveis sob medida, tetos de gesso e iluminações das mais variadas, favorecem o conforto e tornam o ambiente agradável para se viver. Isso, se comparado a um apartamento pequeno, com móveis aleatórios e sem otimização alguma de espaço.

Importância do acabamento de qualidade

Agora, imagine todo o trabalho de construir um ou vários apartamentos, com todos esses detalhes, mas optar em usar produtos de baixa qualidade.

Inicialmente, você economizou, entretanto, a outra conta pode vir a longo prazo. Pense bem, ao ter este gasto com todo o design, o futuro dono do imóvel quer algo de qualidade e de alta durabilidade. Móveis e acabamentos sob medida custam caro (se forem de qualidade), se economizar nessa questão, a insatisfação do comprador vai surgir lá na frente.

Ah, depois que vendi não tem problema, a venda está realizada, tudo certo. Não é bem assim. Primeiro, se deixar de ser honesto com o futuro dono quanto a qualidade dos materiais utilizados na obra, você perde um cliente em futuras negociações. Além disso, ele possui redes sociais e o WhatsApp, então é muito fácil para ele divulgar que sua empresa foi desonesta e vendeu imóveis de má qualidade.

Ou seja, é um problema que se posterga e pode afetar consideravelmente suas vendas.

Ao utilizar materiais de qualidade tanto na construção em si, mas principalmente no acabamento, além de ser uma forma de conquistar e fidelizar o cliente, tem-se maior conservação do imóvel e itens utilizados.

Um imóvel que está a muito tempo parado e em desuso dificilmente vai ter problemas com o piso ou gesso do teto, mas se você fizer uso de materiais de qualidade duvidosa, essa situação pode ser diferente.

Então, investir no bom acabamento só oferece vantagens, talvez não de imediato, mas o retorno do investimento vem.

Valorização do imóvel

Em matéria no site do G1, sobre itens que valorizam o apartamento, o engenheiro Rodrigo Meirelles, mencionou que o uso de bons materiais também é essencial. “Valoriza o imóvel o uso de porcelanato no piso, metais nas torneiras, fechaduras e as próprias portas de boa qualidade”.

Um ponto fundamental a lembrar aqui é: imóveis são investimentos seguros. O mercado pode oscilar, mas um imóvel dificilmente vai ser desvalorizado, pelo menos não tanto quanto os demais investimentos. Seu montante raramente vai se perder e pode se tornar cada vez maior.

Todo investimento no acabamento não é perdido. Pelo contrário, um acabamento de qualidade faz brilhar os olhos de quem deseja comprar o imóvel. Vale lembrar que, com o consumidor mais convicto em suas tomadas de decisão, ele está muito mais predisposto a identificar apenas na sua visão se os materiais utilizados são ou não de qualidade. Na dúvida, não subestime o conhecimento e percepção do comprador.

Outra questão relevante é ter o projeto dos ambientes assinados através de um arquiteto ou design de interiores. Mas, o que isso agrega? Primeiro que inevitavelmente as pessoas são influenciadas, em certos momentos, pelo status. Quem não deseja poder falar que o design inteiro do apartamento foi elaborado por um arquiteto ou design de interiores?

Além disso, tanto homens quanto mulheres (acreditamos que mais as mulheres) estão normalmente atentas ao que é tendência no ramo de decoração e, principalmente, o que deixou de ser moda. Desenvolver por conta própria e escolher os materiais sem ter auxílio de um profissional capacitado neste ponto, é arriscado.

Portas de qualidade

Lembra que falamos que as portas a alguns anos atrás eram lisas, sem nenhum detalhe? Hoje essa situação é muito diferente.

Portas com friso em alumínio ou friso em baixo relevo, são duas, das várias possibilidades que já existem no mercado para deixar este item tão usual ainda mais sofisticado e leve, agregando na composição estética do ambiente no todo.

Mas, o que muda se utilizar portas de qualidade? Uma das questões é a durabilidade, se realizado os cuidados básicos, portas de qualidade duram muitos anos. É essencial também lembrar que portas de qualidade remetem ao respeito com o meio ambiente. Ou seja, elas seguem altos padrões de qualidade e normalmente são feitas de madeira de reflorestamento.

As portas da Rohden, por exemplo, além de serem todas feitas com madeira de reflorestamento, passam por tratamentos e pinturas que as tornam mais resistentes ao clima e aumentam sua durabilidade e estética de forma geral.

Dicas para ter um acabamento incrível

  • Faça pesquisa de preço, assim você descobre a média dos preços dos materiais de qualidade e, quem sabe, economiza;
  • Utilize em sua obra apenas produtos e materiais de qualidade;
  • Conte com um arquiteto ou design de interiores para elaborar o projeto dos ambientes;
  • Pesquise, se for possível, seus fornecedores, quais são os procedimentos utilizados na produção e a matéria-prima. Dessa forma, você sabe da procedência e qualidade dos itens.

Percebeu a relevância de utilizar itens de qualidade no acabamento de uma obra? Pense que agora ele pode significar alto investimento, mas tem retorno.

Quais aspectos você analisa ao negociar materiais com fornecedores? Como define se um produto é de qualidade ou não? Escreva nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.