O papel das portas nos projetos de arquitetura

projetos de arquitetura

Os projetos de arquitetura nem sempre consideram as portas como elementos importantes para a composição da decoração. Esse é um item que vai além das suas funcionalidades técnicas, sendo capaz até de colaborar com a conquista de novos clientes.

Ficou curioso? Então continue a leitura para entender qual é o papel das portas no planejamento de um projeto eficiente.

Portas como elemento de decoração nos projetos de arquitetura

As portas são peças importantes para o design dos projetos de arquitetura. As características dessa peça oferecem maior versatilidade e personalidade para qualquer ambiente.

É essencial apostar em itens mais multifuncionais e que geram beleza devido à qualidade do acabamento, como é o caso das portas laqueadas, por exemplo.

Dessa forma, o ideal é que elas sejam pensadas e consideradas como integrantes do conceito planejado e não somente como um artefato que cumpre o objetivo de dividir cômodos.

Ela é uma peça chave para o universo estético que está sendo desenvolvido. Então a escolha ideal é capaz de transformar o espaço e torná-lo moderno, criativo, personalizado e aconchegante.

A porta agrega valor à decoração por ser eficiente em gerar emoções, além de sentimentos que despertam as primeiras percepções do local. Na entrada, por exemplo, é ela que inicia o projeto e apresenta o que terá no resto da casa.

Aqui é preciso considerar até mesmo os acessórios componentes da porta, como visores, frisos, maçanetas e rodas. Todo e qualquer detalhe é fundamental para complementar ainda mais o design e ser coerente com as expectativas do cliente.

Entenda a importância da versatilidade nos projetos

Projetos de arquitetura

A versatilidade tem sido a característica que mais se destaca nos projetos de arquitetura atualmente. Isso porque, com a pandemia, o lar se tornou o centro de todas as atividades de uma pessoa. O que exige que os espaços sejam, cada vez mais, multifuncionais e aconchegantes.

Uma pesquisa realizada pela Consumoteca e citada pela VEJA afirma que durante a quarentena 55% das pessoas de grande poder aquisitivo fizeram algum tipo de mudança em suas casas. E 39% das famílias de classe C também realizaram pequenas ou grandes reformas.

O aumento na quantidade de tempo gasto dentro do lar faz com que as pessoas identifiquem lugares, espaços e ambientes que precisam ser aprimorados ou personalizados para atender melhor a mudança de rotina.

E como a porta divide os cômodos, ela passa a ser a responsável por gerar essa versatilidade nos móveis e espaços. Ela também precisa ser capaz de conversar bem com o design de cada ambiente, tanto no lado de fora quanto no de dentro.

O papel da porta se transforma nesses novos tempos. Aqui é preciso que ela complete a criatividade e solucione os problemas de espaço. Isso tudo sem perder a personalidade nas cores, texturas e materiais.

O impacto da escolha das portas

Projetos de arquitetura

Diante dessa necessidade de versatilidade e com a variedade de opções de portas, a escolha pela ideal acaba sendo mais complexa quando há valorização das suas funcionalidades.

A porta precisa superar as questões técnicas e estéticas do projeto. O planejamento deve compreender os atributos e o papel apresentados anteriormente. Só assim será possível garantir a completa harmonia entre os estilos e utilidades.

Portanto, a seleção precisa considerar alguns elementos como a qualidade, durabilidade, conforto e beleza proporcionados pela porta. São os diferenciais que ajudam a identificar a melhor opção para cada ambiente.

Por exemplo, as portas de entrada devem ser resistentes à intempéries, como sol, vento e chuva. Tudo isso sem comprometer a vida útil e a durabilidade estética. Logo, a integridade desta porta não poderá ser abalada após esses impactos.

Uma boa dica para esse momento é se manter atualizado quanto às tendências do mercado para assegurar a satisfação do cliente. Em paralelo deve-se considerar a capacidade do projeto em proporcionar a segurança, privacidade, ventilação, iluminação e passagem.

O importante é garantir a qualidade da estética da composição do ambiente e valorizar a decoração.

O efeito na saúde do seu cliente

Além das características já comentadas, é preciso abordar a importância das portas em contribuir com o bem-estar e conforto graças a alguns diferenciais, como a capacidade de isolamento térmico e acústico.

Você sabia que a poluição sonora é a segunda maior causadora de doenças no mundo, atrás apenas da poluição no ar e na frente da água? Esse é um dado apresentado pela Organização Mundial da Saúde e apontado pela Associação Brasileira de Qualidade Acústica (Pro Acústica).

O consumo acelerado e industrialização das cidades fez com que esse fosse um problema gradativo desde a revolução industrial. Afinal, todos já sabem a importância do conforto térmico. No entanto, somente com o passar dos anos é que foi-se evidenciando os impactos do conforto acústico para a vida e saúde das pessoas.

A poluição sonora pode causar:

  • Perda auditiva;
  • Alteração no sono;
  • Irritação;
  • Depressão;
  • Zumbido;
  • Agressividade;
  • Perda de desempenho cognitivo.

O cuidado com a proteção sonora e térmica, portanto, assegura maior qualidade de vida para os seus clientes. A privacidade e a eliminação de distúrbios auditivos e térmicos permitem maior preservação de uma população mais saudável.

Valorize a experiência

E é justamente essa preocupação que colabora para o sucesso do seu projeto. A percepção de valorização e cuidado, por parte do seu cliente, com a vida e bem-estar dele tendem a gerar maior fidelização.

E esse apreço impacta diretamente o seu negócio devido à lealdade causada pela boa experiência com o seu serviço. Isso pode, inclusive, causar a prospecção e conquista de novos clientes com a ajuda do marketing de indicação.

Esse é um conceito que compreende a importância do boca a boca para o crescimento do negócio. Por isso, a estratégia reconhece o valor de uma boa experiência como uma ferramenta de sucesso.

A BuzzLead realizou um levantamento de estatísticas sobre essa ferramenta. E segundo o artigo, 58% dos clientes compartilham bons momentos com o negócio e ainda pedem opinião de amigos e familiares na hora que precisam tomar uma decisão quanto a uma marca.

Somados a isso, 30% dos consumidores descobrem novos produtos e serviços através das redes sociais e indicações de amigos. Enquanto 77% deles se sentem tentados a comprar um novo produto após a recomendação pelo boca a boca.

E então?

Tendo em vista tudo que foi apresentado até aqui, podemos concluir que há uma grande necessidade em garantir uma maior atenção às portas nos projetos de arquitetura.

Para isso, basta construir um planejamento que valoriza esses atributos e torna a porta uma das peças-chave para a decoração e o bem-estar dos clientes.

Agora que você entendeu um pouco sobre o papel das portas, baixe gratuitamente o nosso catálogo para conhecer o nosso portfólio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.