Produtos diferenciados e rentabilidade no varejo

Produtos diferenciados e rentabilidade no varejo

Você já pensou quais ações podem fazer seu negócio rentabilizar melhor? No setor de varejo, cada empresa tem suas particularidades e objetivos distintos. Porém, é de comum acordo o equilíbrio saudável entre a área financeira e o setor de vendas. Neste post, separamos dicas de estratégias para crescer de forma rentável no ramo de construção civil. Fique ligado!

O que é um negócio rentável para você? Um negócio rentável, por definição, é um negócio escalável. Ou seja, aquele que se mantém em crescimento sem quase nenhum esforço. Isso é possível? Quais ações podem ser adotadas para aumentar a rentabilidade de um varejo?

Ações de fidelização

Investir na fidelização dos clientes, acima de tudo, garante que o negócio se mantenha em constante crescimento. Esse é um investimento que gera retorno em pouco tempo. É indispensável para quem quer ser competitivo. Quando um cliente é fidelizado em um comércio varejista, além de manter um gasto contínuo com o negócio, ele promove produtos e a marca para outras pessoas. Isso é uma forma de aumentar a rentabilidade no varejo de maneira orgânica sem gastar nada.

Equipe de atendimento

O atendimento é, sem sombra de dúvidas, um dos principais fatores que mantém o negócio funcionando bem. Por exemplo: não resolve investir em ações de marketing para atrair mais clientes se, na hora do atendimento, esses clientes não têm uma boa experiência com a empresa. O resultado do mau atendimento são vendas reduzidas, estoque saturado e aumento de custos em ações de atração de clientes. E sem garantia de sucesso.

A equipe de atendimento no varejo precisa ser bem treinada. Os colaboradores devem ter conhecimentos sobre estratégias de vendas. Uma delas é conhecer muito bem os produtos que vendem! Investir em treinamentos para equipe é uma boa garantia de retorno.

Suprir demandas

RohdenQuando você conheça a relação de necessidades do público e as melhores soluções, fica muito mais fácil se destacar no meio de atuação. Ou seja: conhecer o perfil do cliente pode ajudar a vender mais, muito mais!  Sendo assim, o gestor do varejo pode planejar compras em cima das necessidades dos clientes, o que ajuda também no controle de estoque. Também pode preparar a equipe de atendimento para uma abordagem mais sólida e ainda ajuda a equipe de marketing, que necessita desses dados para criar ações mais assertivas.

Insira-se no ambiente online

A internet é uma ferramenta poderosíssima! O meio virtual tem ajudado a maioria das empresas a expandirem seus negócios e crescerem exponencialmente. Tanto de pequeno, quanto de grande porte. O maior benefício de se utilizar de técnicas de mídia digital como estratégias de vendas é aumentar a visibilidade da marca e impulsionar promoções e anúncios. Ter seu comércio mais conhecido na região é uma incrível estratégia de rentabilidade.

Ferramenta de gestão para varejo

Quer facilidade de gestão? Imagine então todas as informações acerca do seu negócio reunidas em uma só plataforma. Um bom software para comércio varejista ajuda a integrar todos os setores, além de manter um alinhamento e diálogo entre os colaboradores e gestores. É uma excelente ferramenta de gestão, que aumenta rapidamente a rentabilidade do negócio.

Invista nos produtos certos

É fundamental investir na compra dos produtos certos! Produtos de qualidade, mas com baixo custo de aquisição contribuem – e muito – para a rentabilidade do negócio. Para isso, é preciso confiar nos fornecedores e manter um bom relacionamento com os mesmos. Saber a procedência do que se está comprando e revendendo, e conhecer a qualidade e garantia dos produtos. Um exemplo desses produtos, e que casam também com a demanda dos consumidores, são os kits prontos. Que possuem um preço muito viável e já são encontrados com muita qualidade no mercado.

O Sebrae também desenvolveu uma lista de 10 fatores de sucesso para uma loja de varejo de material de construção. Veja a seguir:

Rohden

Posicionamento de mercado

Defina bem o público-alvo, faça pesquisas de mercado e implemente estratégias de preço e promoções para os clientes, de acordo com o perfil deles.

Gestão de produtos

Organize os produtos por categoria, analise as necessidades dos clientes e faça um controle rígido do estoque de mercadorias.  Invista nos produtos corretos e com grande giro.

Controles financeiros

Mantenha o registro do fluxo financeiro da loja e planeja os investimentos necessários para aprimorar os resultados do negócio.

Comodidade

Ofereça acesso à loja sem complicações, como estacionamento e boa localização, além de facilidades de pagamento e possibilidade de entrega dos materiais em locais escolhidos pelos clientes.

Parceria

Tenha um bom relacionamento com fornecedores e profissionais e empresas de produtos e serviços complementares.

Marketing de relacionamento

Conheça as necessidades e as expectativas de compra dos clientes, aproximando-se deles, e foque uma estratégia de relacionamento que leve em conta os objetivos do negócio.

Gestão de processos

Invista na melhoria dos processos de compra e venda da loja e mantenha um controle dos indicadores do negócio, para conseguir atingir metas de redução de custos e de aumento de vendas, por exemplo.

Gestão de estoque

Mantenha um registro dos fornecedores e produtos do estoque, controlando as baixas e a necessidade de novos materiais, por meio de um sistema informatizado.

Layout da loja

Organize os produtos por categorias. Os de maior fluxo de vendas devem ficar em pontos estratégicos, para o que cliente possa visualizá-los com mais facilidade. A ideia é deixar a circulação pela loja a mais fluida possível.

Atendimento

Capacite continuamente os funcionários sobre os produtos e serviços oferecidos e ensine a eles novas técnicas de venda. Com isso, é possível gerar vendas adicionais no processo de compra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.